18 de dez de 2008

Carolina Eyck esteve em Portugal

October 10/11, 2008
Lissabon - Teatro Nacional São Carlos and Goethe-Institut: EtherMusicCinema project

O Teatro Nacional São Carlos em colaboração como o Goethe-Institut apresenta: ÉterMúsicaCinema com Carolina Eyck & Jan Bilk

A Arte de Tocar Teremin - Sons electrónicos e imagens mudas

Músicos
Carolina Eyck – Teremin, viola de arco
Peter Schmidt – Guitarra eléctrica, sintetizador de guitarra
Magdalena Meitzner – vibrafone e percussão
Roman Eyck – contrabaixo
Jan Bilk – sintetizador, computador, instalação musical

Goethe-Institut Lisboa | Tlf: +351 2188 245-10 info@lissabon.goethe.org

Sonoridades clássicas, electrónicas e cinema
no São Carlos Lisboa

No âmbito de Der Ring des Nibelungen (O Anel do Nibelungo), será apresentado no São Carlos não só um concerto de obras de Richard Wagner com direcção musical e comentários de Cord Garben no dia 2 de Outubro às 21:00h, mas também a projecção do filme mudo de Fritz Lang “A morte de Siegfried” com acompanhamento musical do primeiro instrumento electrónico – o teremin – em estreia absoluta, com Carolina Eyck & Ensemble

Dia e horário:
11 de Outubro Teatro Nacional São Carlos, Lisboa
Introdução:
10 de Outubro Instituto Alemão Goethe-Institut


Veja na íntegra: http://www.carolina-eyck.de/PORTUG/TNSC.html

OBS: Ela até tem tradução pro Português no seu site: http://www.carolina-eyck.de/PORTUG/indexPortug.html





QUANDO TEREMOS PÚBLICO PRA ESSA TEREMINISTA VIR AO BRASIL?

Ou melhor: quando o Brasil vai ter tereministas pra mandar pro mundo?

Por essas e outras nós, amigos do theremin, estamos tentando tereminizar o Brasil, ou seja, formar platéia e consciência para o teremin/theremin.

10 de dez de 2008

Jorge Antunes, teremin com sotaque brasileiro

Temos a sorte de ver uma imagem realmente rara, do maestro brasileiro Jorge Antunes, forte nome na música eletrônica, com seu teremin:


http://www.americasnet.com.br/antunes/fotos/image5.jpg

O seu site informa, sobre a foto acima: "Rio de Janeiro, 3 de abril de 1968. O jovem compositor Jorge Antunes, então com 26 anos, toca Teremim, ilustrando palestra sobre Música Contemporânea por ele ministrada no ICBA (Instituto Cultural Brasil-Alemanha). Ao piano sua noiva, a pianista Mariuga Lisbôa, com quem se casaria um ano depois. Ao centro, na platéia, de costas, está o pai do tereminista, o pintor Carlos Antunes (1911-1985).". Fonte.

Muito criativo, o teremin tem um design todo particular, e lhe rendeu uma composição: "Mixolydia for theremin and tape (1995)", explicitada na página de composições originais pra teremin do repertório de Lydia Kavina. MyxoLydia é explicitamente uma menção ao nome da virtuosa que encomendou a peça (modo Mixolídio em inglês é Mixolydian, com N no final).