27 de mar de 2011

Nova novela das sete "pede" theremin

Estreou na Globo dia 21/03/2011 a nova novela das sete, Morde e Assopra, de Walcyr Carrasco. Chamou minha atenção o soft-synth emulando o som de theremin no encerramento. Consta nos créditos: produção musical: Rodolfo Rebuzzi; direção musical: Mariozinho Rocha. De longe meu ouvido percebeu e gritou "tinha que ter um theremin de verdade aí!". Vejam com seus próprios ouvidos (ou, se preferirem, escutem com seus próprios olhos):

Abertura:


Chamada dos comerciais: http://www.youtube.com/watch?v=Wf_lAn25Vd8

Encerramento:


Às vezes as imitações ou emulações de theremin são boas por si mesmas, do jeito que estão, como por exemplo no caso da música "Eu" da banda Pato Fu, simplesmente perfeita.

Em outros casos, como nessa abertura/encerramento de novela, não tô dizendo que ficou ruim, mas seria muito mais apropriado usar um theremin de verdade! De qualquer forma, fico feliz que os sons thereminísticos, eletrônicos com muito portamento e algum reverb, estão em voga

6 de mar de 2011

Shows de talentos

Olá pessoal. Hoje vou falar mais globalmente aqui. Sabemos que no Brasil tem muita gente tímida (ou nem tanto) que carrega seu theremin na mochila e toca de vez em sempre quando tem uma oportunidade. Sabemos que na TV aberta brasileira o theremin já tem bastante cameo. Mas tem uma coisa que infelizmente não tem funcionado bem para o theremin na TV mundialmente falando: os shows de talentos. No Brasil temos vários na TV, estilo "ídolos", "astros", "qual seu talento?", "Raul Gil", "se vira nos 30", etc. Vou dar exemplos pelo mundo depois volto ao Brasil, pra gente discutir por quê não têm sido bem sucedidos os que se inscrevem com theremin nesse formato de programa (de anônimos aspirantes à fama, julgados por uma banca de jurados cruéis).

INTERNACIONALMENTE
Nesse mês na Turquia o programa Turkey's Got Talent (Yetenek Sizsiniz Turkiye) contou com o thereminista Cihan Gulbudak acompanhado por uma harpista. Infelizmente, o vídeo não está mais disponível online. Eu não falo turco, mas pela expressão facial e pelo tom de voz deu pra ver que eles estavam sendo criticados e perderam nas finais. Aí tá um ponto: o theremin nunca vence esses concursos de talentos.

Reparem que os jurados ficam procurando defeito onde não tem, e numa performance de theremin é impossível não achar defeito, por melhor que seja. Todavia vamos ver que o problema principal não é o juri, a coisa é mais cabulosa ainda.

Vamos agora para Alemanha, no Supertalent 2009. Ninguém menos que a Barbara Buchholz de Berlim [site], uma das melhores thereministas do mundo, emocionou a todos. Sinceramente é a melhor performance dessa música "over the rainbow" que eu já vi até hoje (após a propaganda, ela toca em 4:30): http://www.clipfish.de/special/supertalent/video/3189684/supertalent-barbara-buchholz-spielt-theremin/ O que ela ouviu dos jurados? Que eles não queriam arte, e sim entretenimento. É isso mesmo que você leu. Ela emocionou a todos (o vídeo não mente!), e foi chutada pela porta dos fundos. Fiquei muito triste por ela.

No "Got Talent" Suíço o thereminista Wieslaw Pipczynski (que estava bem nervoso e tremendo), tocou o tema de Poderoso Chefão e ganhou 2 sim e 1 não, após deixarem evidente que querem entretenimento e não arte:


Mimimi à parte, temos que admitir: esses programas não precisam de arte, precisam de audiência e lucro, e isso se dá pelo entretenimento. Theremin bem tocado não é entretenimento, melhor dar a vitória pra qualquer cantor que imite os padrões da moda naquele momento. Entenderam? Os jurados são apenas aparência, o problema é o formato do programa e seu objetivo real. Dentro desse formato caça-moda e com o objetivo de entreter loucamente ($$) o theremin não será jamais premiado na TV. Vencer não é o objetivo, embora conte muito pro currículo: a maior audiência de shows de talentos é nas eliminatórias, e não nas finais (com uma diferença de quase 60%).

Vamos agora para os EUA, para o America's Got Talent. Em fevereiro de 2011 o colega Jon Bernhardt teve uma audição, e registrou sua experiência nesse texto: http://www.wobblymusic.com/blog/2011/02/27/will-lightning-strike-twice/ O cara é muito bom, mas me digam: ele precisa se submeter a isso? Não. O lance é ter pé no chão e não esperar vencer, mas usar essa oportunidade como uma ponte pra ir mais longe na mídia. Vejam que ainda é a seleção prévia, então daqui a alguns meses provavelmente veremos ele nas telinhas concorrendo a preferência dos jurados. Ele é mágico, toca theremin canhoto e usa pedais de wah e distorção de forma muito empolgante, daí o convite para a TV:


CONCLUSÃO
Os shows de calouros e caçadores de talentos continuam por aí pelo mundo todo (não vou colocar mais exemplos porque deixaria a postagem infinitamente longa e pointless). O que podemos aprender com os exemplos acima?
  • o thereminista é sempre convidado,
  • chega até as finais,
  • nunca ganha;
  • só serve pra atrair audiência e curiosidade para o programa,
  • enquanto isso se submete às vezes de forma humilhante aos jurados;
  • todavia pode usar isso tudo ao seu favor e se lançar na TV depois,
  • e que o mundo seja thereminizado pela TV!

REFLEXÃO
Como vimos, o problema é que o objetivo desse tipo de programa e o formato em si não são apropriados a nada tão underground como o theremin. Vamos fazer uma suposição. Pense em qualquer bom artista, e imagine que ele se inscreveu num programa de talentos. O que se seguiria? Aplausos e recepção calorosa? Não: uma banca humilhante, e logo após ele viria um número tipo rebolation, que é o que interessa ao público desse tipo de programa.

VOLTANDO AO BRASIL
Eu ouço falar freqüentemente que já foi um thereminista no Faustão, mas como não tenho esses materiais, vou dar exemplo com um outro instrumento de som bastante thereminístico. O Sérgio Brum, tocador de serrote musical, foi ao "se vira nos 30", e creio que ele merecia muito mais espaço por tirar um som tão bonito de um instrumento do folclore brasileiro, que consiste em passar um arco de violino num serrote comum, do lado contrário aos dentes, entortando-o para dar a afinação. Assistam o serrotista aqui:


O QUE VOCÊ ACHA?
Comenta aí pessoal. Eu creio que sim, brasileiros devem ir com o theremin à mídia em toda e qualquer oportunidade, mas fico desestimulado porque nunca "compensa" de verdade participar desses concursinhos de talentos, sabe?

Existe tipo uma ingratidão natural com a esquisitice do theremin, um dilema: os meios pelos quais o theremin consegue chegar mais facilmente à TV sempre o colocam apenas como um atrativo visual, um palhacinho pra ganhar audiência, enquanto a música-com-theremin simplesmente não importa. Aí creio que vale aquele ditado que diz, "falem bem, falem mal, mas falem de [there]mim".

Eu, particularmente, não me inscrevo pra esse tipo de programa; creio que seja melhor aproveitar pequenos convites para matérias curtas, tipo 40 segundos de uma reportagem para mostrar o instrumento e como se toca. Isso me parece mais proveitoso, e nem é tão difícil conseguir. Mas pra quem tá desesperadamente querendo se lançar, não deve doer tanto ir para um concurso televisivo.

OFF TOPIC
Sim gente, eu também acompanhei a aparição do theremin no seriado/sitcom The Big Bang Theory, com o Sheldon tocando no episódio The Bus Pants Utilization, mas eu só vou postar os detalhes sobre isso aqui no blog depois que o seriado for dublado e estiver legalmente disponível para brasileiros. Tem muita aparição do theremin em programas de TV de relevância internacional ainda por vir nesse ano de 2011, especialmente no ramo de humor e variedades, vocês não perdem por esperar! [informações em breve, só posso dizer que trekkies devem ficar felizes]
http://www.youtube.com/watch?v=XPL8u8gJL0A

UPDATE: 18 de março de 2011
Gente, depois que eu escrevi essa postagem aconteceu muita coisa boa pro Cihan Gülbudak, artista de Istambul. Ele apareceu no Turkey's Got Talent e perdeu o concurso de talentos, mas ganhou até então uns 400 amigos a mais no Facebook e lançou um disco de música experimental/ambiente com theremin sob o pseudônimo de Meczup. O título do CD, como vocês podem ver na imagem abaixo, é "Hanging from the purgatory's pendulum". Diz a crítica (tradução nossa):
"Aqui está algo que não se ouve todo dia: um CD de theremin que VALE A PENA se ouvir. O theremin é um instrumento bastante negligenciado; parte disso se deve ao seu uso excessivo em filmes de terror de segunda categoria. Mas o artista Cihan Gülbudak, radicado em Istambul, gravou como Meczup o album Hanging From The Purgatory’s Pendulum, mostrando como esse instrumento pode ser um objeto de beleza." - Vocês podem ler toda a review em Inglês e fazer download: http://ur1.ca/3ize9
Lição de moral: não julgue um livro pela capa. Vamos comemorar: UHUL a Turquia será thereminizada! Tudo isso por causa de um thereminista amador resolveu dar a cara a tapa na TV, desajeitado como todo e qualquer thereminista iniciante, inclusive quem vos fala. O cara não desistiu, aproveitou e subiu a partir disso. E o Brasil, cadê? Vamos thereminizar esse país também gente, vai aí com o theremin pro se vira nos 30 vai!

http://www.thesirenssound.com/wp-content/uploads/2011/03/Meczup.jpg
Clique na imagem acima para download individual das faixas, se preferir

2 de mar de 2011

Ke$ha se declara "mestre thereminista"

Ontem, dia primeiro de março, foi aniversário dos cantores pop Justin Bieber [17] e da Ke$ha [24]. Dessa última é que quero falar. Dia 11 de fevereiro achei uma pérola que a Ke$ha soltou na mídia:

"I'm a fucking theremin master. I've been playing it for six months but only now have I felt ready to showcase to the world my theremin skills." - Ke$ha. Fonte: SPIN.com.

Tradução nossa: "Eu sou uma mestre thereminista foda. Estive tocando por seis meses mas só agora me sinto pronta para mostrar ao mundo minhas habilidades thereminísticas." - Ke$ha.

http://images.starpulse.com/news/bloggers/10/blog_images/kesha-6.jpg


Quer dizer que ela é "foda" o bastante pra mostrar suas "habilidades thereminísticas" mundialmente, declarando-se "mestre" em menos de 6 meses? Melhor ouvir isso do que ser surdo.

Qual o perigo?
Mesmo considerando a possibilidade de ter sido brincadeira ou ironia da popstar (pelo contexto não foi), ela trata o theremin com leviandade prejudicial de qualquer jeito. Vou explicar. Troquem "theremin" por "violino" ou "guitarra" na frase dela e sintam na pele (no dos outros é refresco, né?). A diferença é que a guitarra e o violino possuem lugar garantido e são respeitados, já o theremin ninguém sabe o que é, da mesma forma que não sabem o que é um "mestre thereminista" de verdade. Ironizar não ajuda nesse caso, pelo contrário, pode se tornar ridicularização e fomentar desprezo. Você se declararia mestre em um instrumento raro de forma jocosa diante de milhares de pessoas que nunca ouviram falar nele? Nesse caso ajuda ou atrapalha fazer a linha "sou foda"? Comentem.

KESHA FACTS
Vamos pegar leve e brincar um pouco também:
  • Se você comprar um telescópio, a Ke$ha dirá que você é um Mestre Astrônomo foda, em 6 meses pronto pra publicar suas habilidades cósmicas.
  • Se você comprar um estetoscópio então...
  • O theremin, em sua invisibilidade e impalpabilidade, diz: "se aproveitam de minha nobreza!" #ChavesFeelings
  • Para os milhares de fans dela, ela será a maior thereminista de todos os tempos, afinal, eles nunca assistiram uma performance de alto nível ao theremin, e nem sequer conhecem os principais thereministas ao longo da história, muito menos os atuais maiores thereministas de cada estilo.
  • O público jamais saberá a diferença entre Ke$ha e um mestre thereminista de verdade, afinal, ela se intitula assim, seja ironicamente ou não, tirando o mérito da coisa. Com palcos garantidos e fans enlouquecidos, você pode se declarar mestre em qualquer coisa sem ser questionado e sem pagar respeito aos verdadeiros mestres e aspirantes ao título.
Afinal, o que é um mestre thereminista?
"Ignorance is bliss" - feliz é o ignorante que não sabe o quanto o é!

Quando alguém se declara mestre thereminista, com ou sem seriedade, é bom aproveitar a deixa para devolver no mesmo tom (para gerar informação, ao invés de desinformação):
  • fez mestrado em theremin em qual Universidade?
  • conseguiu o título honorífico pelo Centro Eletroacústico Theremin (Moscou, Rússia)?
  • foi reconhecido publicamente devido a décadas de estudo autodidata?
  • obteve reconhecimento da comunidade internacional de thereministas, assim como das diversas associações e instituições dedicadas ao theremin (governamentais ou não)?
  • a mídia não especializada em theremin destacou a sua relevância thereminística? Por exemplo: Armen Ra [revista - link], etc.
  • um mestre thereminista deve dar aulas e palestras a nível superior ("masterclasses") internacionalmente. Logo, deve ter um belo currículo incluindo seus concertos e masterclasses, assim como aparições na TV, artigos acadêmicos e uma agenda bem cheia de todas essas tarefas. Por exemplo: Lydia Kavina [agenda - link].

    Vou me matar agora? Que nada...
    Quando a Ke$ha, a auto-proclamada mestre do theremin, resolver se apresentar por aí com o instrumento que ela diz que domina, estaremos de olho. Pra falar mal? Não, isso não é nobre nem eficaz. Who cares? Só queremos ver se mais pessoas vão se interessar pelo theremin enquanto instrumento musical e passar a respeitá-lo, OU se o resultado vai ser o inverso. Nosso esforço é pra impedir que se transmita uma imagem negativa ou de desprezo para com o theremin e aqueles que dedicam suas vidas a ele. Devemos ser gratos pois milhões de pessoas verão um theremin pela primeira vez a partir da Ke$ha (pelo menos isso), mesmo que a performance não faça jus ao instrumento nem aos que se dedicam a ele (caso ela continue com o que disse). Todavia, espero que ela escolha melhor as palavras da próxima vez.

    Mensagem subliminar [ou: análise de discurso]
    Reafimo que música não é magia que cai do céu de modo a te tornar mestre habilidoso e foda em 6 meses. Música é estudo e trabalho duro, não é talento nem dom. Quem tiver aptidão inata a algum instrumento musical, mesmo assim, só vai dominá-lo após anos de estudo dedicado.  Música não é sentimento, música envolve sentimento. O theremin é diferente demais, mas nesse quesito é igual a qualquer outro instrumento. Discorda? Pode xingar aí nos comentários. Só não esqueça de demonstrar como você virou "mestre" e "foda" em algum instrumento, a ponto de "mostrar ao mundo" suas "habilidades" em 6 meses desde que botou a mão nele.