Perguntas frequentes - FAQ

Afinal o que é isso? Você tá falando sério?
Não é uma piada. O theremin é um instrumento eletrônico que é tocado movendo as mãos no ar ao redor de suas antenas, sem encostar em nada. Parece "do futuro", mas é patenteado e comercializado há mais de 80 anos. Lembre-se que telefone celular, qualquer coisa wireless e conversar em tempo real pela webcam parece normal hoje, mas 30 anos atrás parecia coisa de outro mundo. A diferença é que o theremin é relativamente pouco conhecido até hoje.

O que é um theremin?
O instrumento inventado por Leon Theremin na Rússia em 1919 consiste em um gabinete com duas antenas, uma delas é curvada ou em forma de gancho. Ao redor dessas antenas há um campo elétrico onde os movimentos do corpo do músico determinam as notas e o volume gestualmente - e não medindo distâncias metricamente. Theremins são analógicos e heteródinos. Sem essas características, não é um theremin, mas outro instrumento talvez muito semelhante. O som do theremin varia desde uma senóide fria e irritante até diversos coloridos tonais que podem lembrar a voz humana, e apresenta muito portamento. É clichê sonoro em filmes sci-fi / alien / terror desde a década de 1940.

Onde eu compro um theremin?
Recomendo primeiramente http://www.theremin.com.br/ que é nacional e acessível (R$ 800,00). Recomendo também o modelo Moog Etherwave Standard, que você pode comprar importado pela internet (ebay.com, etc.) ou através de alguma loja que importe a marca Moog por 400 dólares (+frete+impostos). Esses theremins são de qualidade padrão, o mínimo aceitável, e por menos que isso não dá pra ter um theremin de verdade, funcional e com utilidade musical. Mesmo para quem deseja apenas fazer efeitos sonoros. Não recomendo aos iniciantes theremins muito superiores [profissionais] nem muito inferiores.

Como o theremin funciona?
Podemos dizer que o instrumento sente a eletricidade do seu corpo no meio do ar e transforma isso em som audível pelo efeito heteródino.

Quem toca theremin é o que?
Thereminista (theremin+ista)

O que fazer a favor do theremin? Como ajudar na causa?
Certa vez em um fórum o engenheiro Thierry Frenkel listou tarefas ou funções que pessoas preocupadas com o theremin teriam: a) sugerir padrões de qualidade rígidos para os instrumentos e defendê-los; b) construir e vender instrumentos dentro destes padrões de qualidade; c) conquistar reconhecimento público como “embaixador/triz” musical do theremin; d) dedicar a vida a promover o theremin de forma mais séria; e) desenvolver sistemas padronizados de performance, técnicas e estudo para promoção e institucionalização; f) compor músicas originais para o theremin, tocá-las e gravá-las a nível profissional.

Você dá aulas de theremin?
Sim. Atendo principalmente pelo skype, e também podemos fazer aulas presenciais (se eu puder viajar pra sua cidade ou você pra minha) - tem meu endereço de email na barra lateral do blog, basta entrar em contato. Pagamento preferencialmente via depósito (Banco do Brasil), a tratar.

Como tocar theremin?
Você provavelmente não vai encontrar com facilidade um bom thereminista para lhe dar aulas, então pode revirar o arquivo do blog em busca de material. Temos dicas de métodos, exercícios, repertório, etc. Para tocar melodias ao theremin é preciso saber solfejar, por isso o theremin nunca pode ser o primeiro instrumento musical de alguém (é necessário estudar música antes, pois é guiado totalmente pelo ouvido e não pelo tato nem pelo visual).

De forma simplista podemos dizer que se toca assim: [1] tenha uma postura totalmente imóvel, [2] se aproxime da antena vertical para a nota ficar mais aguda ou se afaste para ficar mais grave, e [3] se aproxime da antena horizontal para diminuir o volume ou cortar o som. Fácil de entender, difícil de praticar até sair música.

Theremin pega efeito? Distorção? Wah? Reverb? etc.
Sim, você pode aplicar qualquer pedal ou efeito no theremin. Os theremins costumam ter saída de áudio P10. Só não espere o mesmo resultado que teria, por exemplo, numa guitarra - pois os sons são completamente diferentes.

Existem thereministas profissionais?
Sim, e são poucos no mundo, por exemplo a Lydia Kavina. No Brasil ainda não há nenhum que eu saiba. Por definição, um thereminista profissional é quem vive exclusivamente de suas atividades musicais envolvendo o theremin, dedicando-se ao instrumento em tempo integral. Ou seja, é full-time freelancer. Muito arriscado, não? Não dedico 100% do meu tempo ao theremin e não vivo disso (ainda).

Quero me tornar um especialista em theremin, como faz?
Você terá um século de história pra pesquisar, desde que o instrumento foi primeiramente demonstrado em 1919 até nossos dias. Aqui no blog há dicas de livros, CDs, DVDs, etc. Por ser pouco conhecido no Brasil, muita gente acha que não há material nem conteúdo sobre theremin - pura ilusão. Os acadêmicos são sempre bem-vindos, é só entrar em contato que a gente ajuda com o maior prazer.

Na música ______ eles usam theremin?
Mande-me o link para que eu ouça ou assista a música, que eu respondo. Só um especialista em theremin reconhece sem erro o som do instrumento - que atualmente pode ser imitado de diversas maneiras, confundindo o ouvinte e se passando por um theremin. Infelizmente, na maioria das vezes que as pessoas acham que ouviram um theremin, na verdade ouviram um sintetizador, ribbon controller ou softsynth, ou até mesmo instrumentos acústicos como o serrote musical.

Por que o theremin? O que tem de bom?
Você conheceu o theremin de verdade e se frustrou, ou então você se desiludiu ao tentar tocá-lo ou ver alguém tocando. Eu entendo - bem-vindo ao time! O theremin é tão difícil de tocar, e de certa forma tão incômodo e desajeitado, que parece inutilizável quando temos sintetizadores e tantos outros instrumentos à disposição. Isso é normal uma vez que o instrumento lida com a capacitância elétrica do músico, e não com o toque dele.

O que valoriza o theremin e o distingue de todos os instrumentos não é o seu visual exótico nem o fato de ser tocado sem contato físico em si. Eis alguns traços distintivos do theremin musicalmente falando:
  • Liberdade de variação de dinâmica, podendo ser gradual ou súbita, do inaudível até o ensurdecedor ou vice-versa, em qualquer momento e em qualquer nota.
  • Liberdade gestual, permitindo vibrato mais livre do que qualquer outro instrumento, assim como "balançar" uma nota livremente.
  • Sustentar uma nota (ou ligar uma frase/melisma) infinitamente, sem esforço e sem preocupação com as limitações dos instrumentos acústicos, tais como o fôlego ou o arco.
  • Controle total sobre o glissando, podendo variar expressivamente em volume e frequência durante o glissando de forma que nenhum outro instrumento faz; podendo inclusive glissar mais de 7 oitavas sem esforço.
  • Tocar com expressividade próxima à voz humana, normalmente lembrando uma soprano dramática vocalizando uma vogal aberta.
  • Acesso sem esforço à enorme extensão do instrumento sem descaracterizar o timbre.
  • Aproveitamento *TOTAL* de energia do músico; ou seja, enquanto em TODOS os outros instrumentos (inclusive imitações digitais do theremin) fazem você gastar energia muscular e psíquica preparando um ataque sonoro, no theremin até sua "preparação" é automaticamente transformada em som. Até a sua respiração conta. O foco não é a ponta dos dedos nem a distância a partir da antena. O theremin só "vê" a capacitância elétrica de qualquer coisa que esteja em volta das antenas.
Eu sinceramente duvido que qualquer outro instrumento musical além do theremin seja capaz de fazer tudo isso acima.